Cada companhia aérea tem suas próprias regras em relação ao tamanho aceitável de bagagem despachada e bagagem de mão, assim como as taxas de bagagem.

 

Resumo: peso de bagagem!

 

Se a sua viagem é nacional, você poderá levar uma bagagem de mão que não poderá ser maior que que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo é de 10 kg. Não há mais franquia de bagagem despachada, ou seja, caso precise levar uma bagagem de porão, terá que pagar o valor correspondente de cada CIA Aérea.

Criança com até dois anos incompletos não tem direito a bagagem despachada, exceto carrinho de bebê. Criança entre dois e 12 anos incompletos tem direito a bagagem de mão de até 10 kg. O peso que exceder as franquias indicadas será considerado como excesso de bagagem, e será cobrado pela companhia aérea de acordo com as regras internas de cada uma.

Se a sua viagem for internacional, você poderá levar uma bagagem de mão de até 10 kg para classe econômica e duas bagagens de mão para classes executiva e primeira classe – porém, o peso máximo é o mesmo 23Kg. Confira sua categoria de voo, pois dependendo da companhia e do país de destino, pode não existir franquia, ela pode ser por peso ou peça.

IMPORTANTE: Desde março de 2017, algumas tarifas não permitem bagagem despachada. Recomendamos que consulte as regras antes de sua viagem. Se quiser saber tudo o que mudou sobre bagagem de avião, consulte-nos.

 

Extravio de bagagem

Caso sua bagagem seja extraviada, comunique o fato imediatamente à empresa aérea, assim que constatar sua falta. Esta comunicação deve ser feita junto ao balcão da empresa aérea ou de sua representante, preferencialmente na sala de desembarque ou em local indicado por ela.

 

A bagagem poderá permanecer na condição de extraviada por, no máximo, 7 dias (voos nacionais) e 21 dias (voos internacionais). Não sendo localizada e entregue no prazo indicado, a empresa deverá indenizar o passageiro em até 7 dias.

Nos casos de extravio de bagagem, o passageiro terá direito a receber da empresa aérea um ressarcimento por gastos emergenciais, pelo período em que estiver sem os seus pertences, desde que esteja fora do seu domicílio. Vale lembrar que as empresas aéreas são responsáveis por definir a forma e os limites diários de ressarcimento. A empresa aérea deverá efetuar este pagamento no prazo de 7 dias, a contar da apresentação dos comprovantes pelo passageiro.

 

Bagagem avariada ou violada

Procure a empresa aérea para relatar o fato logo que constatar o problema, preferencialmente ainda na sala de desembarque. Esse comunicado por escrito poderá ser registrado na empresa em até 7 dias após a data de desembarque.

Nos casos de avaria, a empresa aérea deverá reparar o dano da bagagem ou substituir a bagagem por outra equivalente. No caso de violação, uma vez comprovado o dano sofrido, a empresa deverá pagar indenização correspondente ao passageiro.

 

Furto de bagagem

Procure a empresa aérea e comunique o fato, por escrito. A empresa é responsável pela bagagem desde o momento em que ela é despachada até o seu recebimento pelo passageiro. Além disso, registre uma ocorrência na Polícia, autoridade competente para averiguar o fato.

 

É proibido 

Alguns objetos não podem ser levados na bagagem despachada, entre eles: armas de fogo, gases comprimidos, instrumentos musicais volumosos, líquidos e sólidos inflamáveis, materiais magnéticos, radiativos ou oxidantes, material irritante, munições, explosivos e fogos, peróxidos orgânicos, produtos venenosos ou corrosivos e substâncias infecciosas. O passageiro deve consultar a empresa quando precisar transportar alguns destes produtos, assim como artigos frágeis e perecíveis.

 

Transporte de Líquidos

Voos nacionais que utilizam o salão de embarque destinado a voos internacionais estarão sujeitos às restrições estipuladas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para o transporte de substâncias líquidas em suas respectivas bagagens de mão.
O transporte de líquidos ( incluindo: gel, pasta, creme, aerosol e similares) em bagagem de mão deve ocorrer da seguinte maneira:
O líquido deverá estar em frasco com capacidade de até 100 ml. Frascos acima de 100 ml não podem ser transportados, mesmo que contenham a quantidade estipulada.
O passageiro deve acondicionar o frasco adequadamente (c/ folga) dentro de uma embalagem plástica transparente vedada, com capacidade máxima de 1 litro e tamanho máximo de 20 cm x 20 cm.

Na área de embarque, a embalagem plástica deve ser apresentada para inspeção nos equipamentos de RAIO-X separadamente da bagagem de mão, notebook e peças de roupa.
Cada passageiro pode portar uma única embalagem plástica. Por isso, outros frascos com líquidos devem ser transportados, previamente, nas bagagens despachadas.
Líquidos adquiridos em FREE SHOPS podem exceder o limite estipulado, desde que acondicionados em embalagens plásticas seladas com recibo de compra à mostra e com data do início do voo. Para passageiros que embarcam ou estão em conexão, essa medida não garante que, em caso de conexão, embalagens seladas por outros estados serão aceitas. Os produtos podem ser retidos pelas autoridades estrangeiras.

 

Bagagem em navio

As regras variam de acordo com a companhia de navio. Normalmente não existe restrição de peso e peças para bagagem, mas o viajante deve informar-se antes do embarque, pois em alguns cruzeiros pode haver limite de peso de até 90 kg. O passageiro deve lembrar-se, caso vá de avião até o local de partida do navio, que as empresas áreas podem cobrar excesso de bagagem seguindo as regras de limites de peso, tamanho e número de malas.